PUB

Fernando Delgado

Presidenciais: Fernando Rocha Delgado promete exercer magistratura de influência na resolução do embargo de produtos agrícolas de Santo Antão 

O candidato Fernando Rocha Delgado desembarcou na manhã deste sábado,2, em Santo Antão, sua terra natal, no terceiro dia de campanha, para convencer o eleitorado da ilha das montanhas. Rocha Delgado está confiante na vitória nesta ilha e promete, caso for eleito, exercer a magistratura de influência na resolução do embargo dos produtos agrícolas.

A chegada a Santo Antão foi emocionante, confessou Fernando Rocha Delgado, que diz estar a realizar um sonho de infância e a fazer algo em prol de Cabo Verde.

Como primeiro destino, na sua ilha Natal, escolheu Figueiral da Ribeira Grande, de onde é natural, e, posteriormente as localidades de Coculi, Chã de Igreja de Graça para contatos directos com o eleitorado e partilha das suas ideias e propostas caso venha a ser eleito.

Com zonas potencialmente agrícolas, na ilha, o candidato presidencial prometeu exercer a magistratura de influência na resolução do embargo que a ilha é alvo, sendo que, como diz, “há toneladas de produtos que se estragam por falta de escoamento”.

Embargo é “falta de vontade”

Joaquim Rocha Delgado não está indiferente à questão dos mil pés e quer que o problema seja resolvido a bem da ilha.

“Há a questão de mil-pés, sim senhor, mas o embargo é coisa criada, é falta de vontade, se eu for eleito, através da magistratura de influência, junto à tutela da agricultura, sempre em diálogo, vou mostrar que Santo Antão tem de ter a sua potencialidade e precisa de estímulo”, concretiza Fernando Delgado.

Além do embargo, Fernando Delgado abordou o desemprego jovem nos contatos porta-a-porta e deu conta que “muitos jovens” o têm procurado para “desabafar” sobre constrangimentos ligados à educação e ao desemprego.

O candidato não tem dúvidas de que vencerá as eleições na sua terra natal por estar a jogar em casa.

“Não há nenhum outro candidato que me possa vencer aqui”, acredita, ciente de que é o melhor candidato com “melhores ideias” e “ideal para Cabo Verde”.

Por isso, apela aos cabo-verdianos a que votem num “homem sério” e que garanta transparência em todo o sistema nacional, seja na justiça, segurança,  saúde  ou educação.

4º dia continua em Santo Antão

No dia de hoje, o candidato segue campanha desde o Vale da Ribeira da Torre até ao concelho do Paul, para apelar à confiança na sua candidatura e visão.

Recorde-se que estas são as sétimas eleições presidenciais de Cabo Verde, desde 1991, ano em que pela primeira vez a escolha do PR passou a ser feita pelo voto directo, universal e pluralista.

A eleição para o Presidente da República que sucederá a Jorge Carlos Fonseca, no cargo, acontece no próximo dia 17 de Outubro e concorrem sete candidatos: Fernando Rocha Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Alberto Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top