PUB

Economia

Porto Novo: Associação antevê “ano difícil” na produção de queijo 

Com pouca chuva em Porto Novo, a Associação dos Criadores de Gado antevê um “ano difícil” por causa da seca que volta a ameaçar a pecuária neste município.

Em declaração à Inforpress, Romeu Rodrigues, representante da Associação dos Criadores de Gado antevê uma fraca produção de queijo em Porto Novo, tendo em conta a situação de seca por que passa o município, com impacto negativo no sector pecuário.

“Ao que parece este vai ser mais um ano difícil para os criadores de gado, já que, por causa da seca, a produção do queijo vai ser fraca. Aliás, já está a ser fraca”, notou este responsável.

Tanto na zona baixa do concelho como nas zonas altas, sobretudo no Planalto Norte, os criadores de gado antevêem “tempos difíceis” devido à seca que está a ameaçar esta actividade, da qual depende o sustento de “centenas de famílias”.

Os criadores de gado neste município entendem que “já é hora de o Governo olhar” para a classe, tendo em conta a situação de seca que se vive, nesta altura, e ao aumento do preço do milho que tem sido utilizado como ração.

As dificuldades a nível do abastecimento de água tem sido uma outra inquietação dos criadores de gado, que já pediram ao Governo o reforço, neste concelho, com mais uma viatura autotanque para o transporte de água.

Dados oficiais apontam para a existência de um efectivo pecuário à volta de 25 mil cabeças de gado no concelho do Porto Novo, distribuído por 500 criadores de gado.     

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top