PUB

Cinema

 “Djarfogo Cine-Fest” arrancou hoje

O Festival Internacional de Cinema “Djarfogo Cine-Fest” arrancou esta terça-feira,9, na ilha do Fogo. Neste primeiro, dos 4 dias de festival, as actividades foram centralizadas na localidade de Chã das Caldeiras, com pouca participação de filmes nacionais.

Uma sessão de animação cultural e ritual com a particularidade sonora foguense, à entrada de Chã das Caldeiras, e uma sessão de boas vindas aos cineastas e convidados, entre eles, o antigo Presidente da República, Pedro Pires, através da plataforma Zoom, marca o início do certame.

Neste primeiro dia do festival, foi realizada uma palestra sobre o Parque Natural do Fogo, orientada pela investigadora e cineasta francesa Floriane Chouraqui, e workshop de produção cinematográfica e audiovisual, ministrado por cineastas aos estudantes da escola secundária da cidade de Cova Figueira, e outro sobre “storytellin´mi” com a fotojornalista Janeth Tavares.

Isto, além da sessão de boas-vindas aos convidados internacionais, nomeadamente Estados Unidos da América, Suécia, Itália, França, República Democrática do Congo, Senegal, Holanda, CPLP entre outros cineastas com filmes no festival.

Estreia nacional

Para o início da noite está agendado a estreia nacional da curta-metragem ficção “the volcano´s last wish” (O último desejo do vulcão), uma produção da Txan Film Productions & Visual Arts, com duração de 25 minutos, seguido de sessão de perguntas com o produtor e realizador Guenny Pires e actores do filme.

Mostra dos documentários “Fogo na Boca”, da francesa Floriane Chouraqui, “Bidon”, da realizadora cabo-verdiana Celeste Fortes, “Inimigo Público”, do realizador cabo-verdiano Mário Almeida, e “Manuel de Novas, coração de um poeta”, de Neu Lopes também fazem parte da programação de hoje, junto com a apresentação das curtas-metragens “Anjo” do realizador cabo-verdiano Hélder Fortes, e “Infância por um fio” do realizador cabo-verdiano Lonny Alves.

2º Dia do certame

As actividades do segundo dia do festival acontecem entre os municípios dos Mosteiros (parte de manhã) e de São Filipe (tarde e noite), com destaque para a realização de workshop de produção cinematográfica e audiovisual ministrados pelos cineastas presentes no festival, na biblioteca municipal dos Mosteiros.

Para São Filipe está programada a realização de masterclass sobre turismo e filme, com Michelle Zavoli, responsável da Humana Skala, e “A importância dos festivais e mostras de audiovisual” com o cineasta Rui Manuel da Costa, entre outros, para além da exibição de filmes em competição no auditório Padre Pio Guttin.

O Festival Internacional de Cinema “Djarfogo Cine-Fest” arrancou esta terça-feira,9, na ilha do Fogo e decorre até ao próximo dia 13.

C/Inforpress

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PUB

PUB

To Top