PUB

Cultura

Scúru Fitchádu e Cachupa Psicadélica em“Quarto Escuro, Panela Quente” com Ana Rita António

O Teatro do Bairro Alto (TBA), em Lisboa, recebe os músicos de origem cabo-verdiana, Scúru Fitchádu e Cachupa Psicadélica que unem esforços com a artista visual Ana Rita António para o espetáculo intitulado “Quarto Escuro, Panela Quente”, no dia 18 de fevereiro.

 “Quarto Escuro, Panela Quente” reúne estes três criadores que, em diferentes épocas, atravessaram um dos maiores “hubs” criativos nacionais portugueses por excelência, as Caldas da Rainha.

Neste espetáculo, os artistas prometem “uma atmosfera de formas opostas que se atraem por via de poesia, violência e de imagens-símbolo, melodia e bravura que revelam uma destreza na manipulação das formas de psicadelismos e do punk, em intersecção com a morna, coladera e funaná”, segundo a sinopse disponível no site do TBA.

Geração cabo-verdiana de 1980

Cachupa Psicadélica e Scúru Fitchádu representam a geração cabo-verdiana de 1980.

Lula’s (voz e guitarra) é mindelense e “foi adolescente num São Vicente com sabor a Seattle, em contramão da virtuosa morna e com uma guitarra elétrica nas mãos”.

Já o Scúru é afrodescendente “criado entre a dicotomia social da distorção anglo-saxónica e as linhas percussivas de África que incorpora uma atitude visceral sob uma base Afro-futurista e urbana em catarse, a partir do seu arquivo mental de referências e vivências”.

Ana Rita António é uma artista multidisciplinar portuguesa, cujo trabalho oscila entre as artes plásticas e o design num sagaz questionamento da funcionalidade dos objetos.

Para além da apresentação do “Quarto Escuro, Panela Quente” um projeto que reúne estes três artistas, com apresentação marcada para o dia 18 de fevereiro, o TBA tem disponível no seu site a programação para os três primeiros meses de 2022, com a alternância entre o digital e o presencial.

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top