PUB

Política

Defesa: Navio da Guarda Costeira dos EUA  em Cabo Verde

O famoso Navio de Resistência Média da Guarda Costeira dos Estados Unidos da América,  “USCGC Thetis”,  esteve dois dias no Porto da Praia (na Ilha de Santiago)  14 e 15 -, “em cumprimento a uma série de compromissos” com representantes da Guarda Costeira e do Governo de Cabo Verde.

“A visita do ‘USCGC Thetis” a Cabo Verde é mais um exemplo da crescente cooperação entre os Estados Unidos e Cabo Verde, no Sector da Segurança, um objectivo mútuo destacado durante o nosso Diálogo de Parceria Bilateral, realizado em 2021. Sendo que, aproximadamente, 99 por cento do Território de Cabo Verde é constituído por Mar, a Segurança Marítima é de extrema importância para o Desenvolvimento e Prosperidade de Cabo Verde, pelo que, a visita de ‘Thetis’ reforçou, ainda mais, os nossos esforços-conjuntos para garantir que a Região do Atlântico Médio permaneça aberta e segura para actividades legítimas, económicas e outras”, sustenta o embaixador dos EUA em Cabo Verde, Jeff Daigle, remarcando que, a estada no Arquipélago  “demonstra o compromisso da Guarda Costeira dos EUA e a nossa Parceria de longa data, para combater a Actividade Marítima Ilícita na África Atlântica”.

Avaliação 

Durante a Patrulha na Praia, esteve a bordo do “Thetis” um membro da Guarda Costeira de Cabo Verde, que conseguiu integrar-se com a Tripulação, observar tendências de Pesca, e operar ao lado dos homólogos dos Estados Unidos.

“Esta visita proporcionou-nos a oportunidade de mostrar a capacidade do ‘Thetis’, ao receber funcionários do Governo local, para visitarem o Navio e encontrarem-se com a Tripulação”, manifesta Justin Nadolny, comandante da “USCGC Thetis”, notando que “foi uma honra receber um membro da Guarda Costeira de Cabo Verde, durante a nossa Patrulha”.

E remata: “A experiência reforçou o nosso Destacamento e esperamos ter mais oportunidades de integração ecinter-acção com os nossos Aliados e Parceiros na Região”.

Na semana passada, o “Thetis” e dois outros navios da Guarda Costeira dos Estados Unidos, notadamente:  “Glen Harris” (da Classe “Sentinel”)  e o “Emlen Tunnell”,  colaboraram com a Espanha e Marrocos nuyma Operação de Salvamento de 103 migrantes, a 40 Milhas Náuticas, a Oeste da Costa Marroquina.

Operacionalidade e prontidão

A Guarda Costeira dos EUA está a levar a cabo um Destacamento de Rotina na Área de Operações da Sexta Frota daquele País da América do Norte, “trabalhando ao lado dos Aliados, construindo uma consciência sobre o Domínio Marítimo e partilhando as melhores práticas com a Marinha e a Guarda Costeira das Nações Parceiras. Essas operações coincidem com a Escolta dos Cortadores (Sapadores), da Classe “Sentinel”, através do Atlântico, a caminho do seu Novo Porto de Manama (no Bahrein), a par do trabalho dos Cortadores para as Forças de Patrulha dos EUA, no Sudoeste da Ásia, sob o comando da Quinta Frota da Marinha dos EUA e do Comando Central daquele País.

A Guarda Costeira dos EUA permanece e continua operacional durante a COVID-19, seguindo todas as precauções e regulamentos de Segurança, relativos à Pandemia Global.

A Sexta Frota dos EUA, com Sede em Nápoles (na Itália), conduz todo o espectro de operações-conjuntas e navais, muitas vezes, em concertação com os Parceiros, Aliados e inter-Agências, para promover os interesses nacionais dos EUA e a Segurança e Estabilidade na Europa e na África. Com sede em Portsmouth (na Virgínia), a Guarda Costeira dos EUA do Espaço Atlântico supervisiona todas as Operações da Guarda Costeira a Leste das Montanhas Rochosas até o Golfo Pérsico.

Além destas Operações, esta Frota também atribui e destaca Navios para trabalhar com Comandos  Parceiros.

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PUB

PUB

To Top