PUB

Mundo

Alta tensão na Ucrânia: Putin e Biden aceitam Cimeira sobre Segurança na Europa

Os Líderes da Rússia, Vladimir Putin, e dos Estados Unidos da Améria (EUA), Joe Biden, concordaram, “em princípio”, com a realização de uma Cimeira sobre a Segurança, proposta pelo Presidente da França, Emmanuel Macron.

A Presidência francesa indicou, num breve Comunicado – citado pelo portal jn.pt -, que, em sucessivas conversas telefónicas com os dois Líderes, Macron propôs que uma Cimeira sobre Segurança e Estabilidade Estratégica na Europa seja realizada, primeiro entre Putin e Biden, “e, depois, com todas as Partes Envolvidas”.

O Presidente da França  observou que tanto Biden quanto Putin aceitaram o Encontro, que segundo as Autoridades do Eliseu “só pode ser realizado se a Rússia não invadir a Ucrânia”.

Cenário

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, e o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, abordarão o Conteúdo desta Cimeira durante uma Reunião Bilateral, na quinta-feira, 24 de Fevereiro, enquanto Macron também trabalhará, “com todas as Partes Evolvidas”, para preparar a Cimeira.

As conversas de Macron com Putin e Biden fizeram parte dos Esforços Diplomáticos feitos pelo Chefe de Estado Francês, Emmanuel Macron, neste fim de semana, para reduzir a tensão no Leste da Ucrânia e evitar que a situação se deteriore.

Diligências 

O Presidente Francês conversou, por duas vezes, com Putin e outras duas  com o Presidente Ucraniano, Volodímir Zelenski, além de ter ainda conferenmciado com Biden, o Primeiro-Ministro Britânico, Boris Johnson, e o Chanceler Alemão, Olaf Scholz.

Macron conversou com Putin durante duas horas e 45 minutos – especificou o Eliseu -, que havia indicado, horas antes, que a prioridade para a França é restabelecer o cessar-fogo no Leste da Ucrânia, palco de um Conflito entre o Exército Ucraniano e Milícias pró-Russas.

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PUB

PUB

To Top