PUB

Política

“Nação cabo-verdiana é um verdadeiro e inequívoco exemplo de democracia em África” – João Lourenço

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, disse, esta segunda-feira, 14, que a nação Cabo-Verdiana é um” verdadeiro e inequívoco” exemplo da Democracia em África, que se vai consolidando a cada dia com o contributo dos cidadãos das ilhas.

João Lourenço, que discursava na Assembleia Nacional de Cabo Verde, na Sessão Solene de Boas-Vindas ao próprio no quadro da visita de Estado que realiza a Cabo Verde, disse ainda que as conquistas no plano democrático alcançadas por Cabo Verde são também fruto do empenho e patriotismo de valorosos filhos desta pátria, destacando Amílcar Cabral.

“Não pouparam esforços nem sacrifícios de diversa ordem em prol da conquista do grande sonho de liberdade para o povo cabo-verdiano e da construção dos grandes ideais que orientaram a vossa Nação no caminho que percorreu para se afirmar como um estado respeitado no nosso continente e no mundo”, afirmou.

Ainda no seu discurso, João Lourenço disse que depois de décadas de guerras, Angola vive há vinte anos “uma situação de paz efectiva, duradoura e irreversível, num ambiente de perfeita reconciliação nacional”.

“No mês de Agosto do corrente ano Angola vai realizar as suas quintas eleições gerais, num ambiente de perfeita harmonia e liberdade para que os angolanos exerçam o seu direito constitucional de votar.

De acordo com aquele estadista, Angola conseguiu gerir bem a pandemia da covid-19 e suas consequências e implementar “com sucesso” o programa negociado com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Sector privado em crescimento

Como consequência, apontou que o país de que é Presidente, tem a sua economia a crescer, sobretudo no sector privado da economia que, segundo disse, se sente confortado com o ambiente de negócios criado.

“No sector público continuamos a fazer importantes investimentos na produção e distribuição de energia e água, assim como na construção de importantes infra-estruturas na saúde e na educação, acompanhando com a adição, por concurso público, de milhares de pessoal médico e docente, no qual integrado de intervenção dos municípios”, apontou.

Mais adiante, João Lourenço avançou que Angola quer com Cabo Verde estabelecer uma “verdadeira parceria estratégica”, reforçando os laços de amizade e de cooperação em importantes domínios da vida nacional dos dois países, com destaque para a administração pública, educação, agricultura, transportes, turismo e serviços, bem como a nível parlamentar.

“Na realidade os nossos dois países dispõem de recursos e de um enorme potencial humano, para que se possam expor muito mais as áreas de cooperação em que somos mais fortes. Estou convicto de que podemos atingir os fins a que propusemos, aproximando os nossos países, proeminente reabertura da rota aérea Luanda-Praia-Luanda, de modo a facilitar o movimento dos nossos cidadãos, as trocas comerciais e de serviços”, acrescentou.

Ontem, na cidade da Praia foi rubricado um memorando de cooperação entre os transportes aéreos de Cabo Verde, S.A, (TACV) e a TAAG, Linhas Aéreas de Angola e um memorando de cooperação técnica entre a Agência de Aviação Civil de Cabo Verde (AAC) e a Autoridade Nacional da Aviação Civil de Angola (ANAC).

C/ Inforpress

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PUB

PUB

To Top