PUB

Desporto

Tubarões Azuis obrigados a jogar fora de casa após reprovação do Adérito Sena 

Cabo Verde está sem estádios para acolher competições internacionais. Depois da interdição do Estádio Nacional, na Praia, a Confederação Africana de Futebol acaba de reprovar o Estádio Adérito Sena, em São Vicente, por não preencher requisitos internacionais. Os Tubarões Azuis vão ter de jogar fora de casa, para a tristeza dos adeptos e com todas as despesas inerentes. 

Cabo Verde fica sem estádios para competições internacionais faltando menos de um mês  para o arranque dos jogos da fase de qualificação para o CAN 2023.

O primeiro duelo de Cabo Verde em casa está marcado para o dia 14 de junho, frente ao Togo. Na impossibilidade de o fazer, Mário Semedo, presidente da FCF, menciona duas alternativas.

“Estamos a pensar em duas saídas, Marrocos ou Senegal. Pelo que eu sei, em relação ao Senegal, há vários pedidos porque há muitas equipas que não estão autorizadas a jogar em casa. Neste momento, estamos a desenvolver contactos com Marrocos, até porque, como vamos jogar lá com o Burquina, será mais fácil do ponto de vista da logística”, expressou o líder da FCF.

Deficiente Gestão de infraestruturas desportivas 

Fernando Firmino é gestor de licenciamento de clubes e estádios. Diz que muitos dos problemas apontados pela CAF nos estádios em Cabo Verde já eram do conhecimento dos dirigentes, mas que “nada foi feito para corrigir os erros.

Para Fernando Firmino, este percalço representa “uma oportunidade” para Cabo Verde repensar a gestão das infraestruturas desportivas. Os investimentos “terão de ser céleres”, diz o gestor, para que, tão breve quanto possível, os Tubarões possam voltar a jogar em casa, diante do seu público.

Isto sem contar com as despesas inerentes e as verbas que se deixará de encaixar localmente, devido ao facto de já não haver jogos internacionais localmente.

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PUB

PUB

To Top