PUB

Economia

Transportes Aéreos: Bestfly esclarece que tarifa social esteve suspensa por falha técnica

A BestFly Cabo Verde By TICV garantiu, em comunicado, que não  suspendeu, deliberadamente, a tarifa social. O que aconteceu, segundo disse, foi uma suspensão temporária, devido a limitações técnicas, que já se encontram “completamente resolvidas”.

“A situação, que data a Maio do presente ano, resultou de um problema técnico durante a migração de sistema tecnológico de reserva, que originou o não aparecimento da família de tarifa Social-Classe S nos resultados de pesquisa de voos”, explicou a empresa.

Entretanto, garantiu, assim que o problema foi identificado e notificado pela entidade reguladora, assumiu o compromisso de procurar uma solução, o mais urgente possível.

“Foi na passada sexta-feira, dia 10 de Junho, que a equipa técnica completou o desenvolvimento que permitisse voltar a disponibilizar a Tarifa Social, tanto nas Agências de Viagens, bem como através do website da companhia aérea em www.bestflycaboverde.com”, explicou.

O processo técnico, disse ainda, ficou concluído a 14 de Junho e entrou em vigor em ambos os canais de venda no dia 15, sendo neste momento possível a reserva da tarifa em questão.

A BestFly Cabo Verde by TICV esclarece ainda que, apesar do decreto-lei 54/2019, declarar que a companhia aérea deve cumprir com uma cota de pelo menos 10% de lugares em tarifa social, em todas as rotas, num período de um ano civil, aplicou, em todos os seus voos, uma cota de 10% dos seus lugares na família Social – Classe S.

Ainda, para a tarifa Família Promo, uma cota de 20% em todos os seus voos, “independentemente de época alta ou baixa”.

A empresa pede desculpas pelos inconvenientes causados.

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PUB

PUB

To Top