PUB

Destaques

Destaques da edição 786 do Jornal A NAÇÃO

CONTEÚDO PREMIUM

30 anos da Constituição
Wladimir Brito arrasa

  • “O grau de centralização é absolutamente intolerável” …
  • “A prisão do dr. Amadeu Oliveira foi (e continua a ser) ilegal”
  • “O crioulo só vai passar a língua oficial quando também for língua escrita”

Trinta anos depois, a Constituição da República de Cabo Verde é, por estes dias, tema de várias conferências. Neste seu balanço, Wladimir Brito, autor do texto que haveria de dar lugar à Lei Fundamental, de 1992, aborda vários temas do nosso sistema constitucional, com críticas a vários sujeitos. Aqui se fala, entre outros assuntos, do caso Amadeu Oliveira, relações externas, diáspora, regionalização e línguas oficiais.

Barco-ambulância para a Brava
Emigrantes reforçam arrecadação de fundos
As comunidades cabo-verdianas na Europa vão reforçar, nos próximos dias, a campanha de arrecadação de fundos para aquisição de um barco-ambulância para a ilha Brava, através de eventos sociais e pontos de colecta de donativos. A diáspora, diz o promotor da iniciativa, ainda não está acostumada às campanhas online, pelo que as doações ainda não são significativas.  A campanha, recorde-se, surgiu na sequência da morte, a 1 de Agosto último, do adolescente Djony, de 14 anos, após ter sido evacuado num bote de pesca da ilha Brava para o Hospital Regional do Fogo.

Dia da Diplomacia
José Luís Jesus defende autodeterminação dos povos
Na conferência para assinalar o Dia da Diplomacia Cabo-verdiana, organizada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, o embaixador José Luís Jesus terá incomodado a casa ao ter defendido o apoio aos povos que lutam, legitimamente, pelo exercício livre do seu direito de autodeterminação consagrado na Carta das Nações. Isto numa altura em que Cabo Verde passou a alinhar com Marrocos no dossiê do Sahara Ocidental.

MpD
Paulo Veiga lidera Grupo Parlamentar e Luís Carlos Silva novo secretário-geral
Paulo Veiga é o nome indicado para substituir João Gomes na liderança do Grupo Parlamentar do MpD e Luís Carlos Silva deve ser o próximo secretário-geral do partido. Também haverá mexidas no executivo de Ulisses Correia e Silva, em Outubro, na sequência da reunião da Direcção Nacional dos ventoinhas.

18 anos da CNDHC
Direitos Humanos continuam frágeis
A Comissão Nacional dos Direitos Humanos e Cidadania de Cabo Verde (CNDHC) completa no domingo 18 anos de vida. Quando se fala na extinção da mesma, Zaida Freitas, sua presidente, defende que esse organismo continua necessário, dado o nível precário em que ainda se encontram os direitos sociais e económicos de uma franja significativa da sociedade cabo-verdiana.

 James dos Reis
Da Cova da Moura para o mundo
James dos Reis é um jovem cantor e compositor luso-cabo-verdiano, com o pé também no mundo da moda. Nas vésperas de participar na Gala dos CVMA, a 1 de Outubro, na Praia, conta ao A NAÇÃO um pouco da sua história. Da Cova da Moura, em Lisboa, onde viveu, para o mundo, em Londres. 

 -Esta Edição nº.  786do Jornal  A NAÇÃO – que já está disponível em PDF -, comporta, ainda, as Opiniões de: Germano Almeida, Jorge Morbey e Luís Kandjimbo; assim como, a Coluna de Marciano Moreira. 

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PUB

PUB

To Top