PUB

Santiago

Caso dos jovens intoxicados por drogas: Hospital da Praia aguarda testes toxicológicos para confirmar o narcótico

Hirondina Borges, Diretora Clínica do Hospital Universitário Agostinho Neto, na Praia, garante que essa unidade hospitalar ainda está à espera dos resultados dos testes toxicológicos para confirmar o tipo de narcótico que provocou a intoxicação dos 12 jovens, alguns em estado de coma. Os jovens já tiveram alta e estão bem, assegura.

“Estamos à espera de estudos toxicológicos para essa confirmação, só posso dizer que entraram com um quadro clínico que nos aparenta intoxicação por narcótico, mas isso é a parte clínica, a medicina é feita baseada em evidências, temos que ter a parte clínica e os exames laboratoriais para que possamos confirmar esse diagnóstico” explicou essa responsável citada pela TCV.

Hirondina Borges assegurou igualmente que os jovens estão bem e fora de perigo e inclusive já tiveram alta do hospital.

De acordo com a Diretora Clínica do HUAN, este caso traz à tona a crescente necessidade de se trabalhar junto da sociedade, com o apoio da coordenação de luta contra a droga, “sobretudo a parte de atenção primária”, para que não haja complicações com relação ao uso dessas substâncias psicoativas.

O caso

Doze jovens com intoxicação por estupefacientes deram entrada no Hospital Universitário Agostinho Neto, na cidade da Praia, nesta semana, na quarta e quintas-feiras últimas, 7 e 8 de fevereiro, respectivamente. Como informa o Balai CV, os jovens são moradores do bairro de Calabaceira e relataram o uso de opióides (cocaína)

De acordo com uma fonte hospitalar, a maioria dos pacientes entrou em coma e outros apresentaram um estado neurológico grave, incluindo depressão, perda de consciência e falta de ar.

Os doze jovens já tiveram alta hospitalar, mas as autoridades de saúde alertam que o uso de substâncias, principalmente drogas adulteradas, pode causar situações graves de saúde e levar à morte.

“Para já não há óbitos, mas se a situação continuar assim mais cedo ou mais tarde haverá”, disse a mesma fonte, completando que o caso já é do conhecimento da Polícia Judiciária e da Delegacia de Saúde.

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top