PUB

Política

MpD acusa ministra Janira Hopffer Almada de promover corrupção

A bancada parlamentar do MpD acusou a ministra da Juventude e dos Recursos Humanos, Janira Hopffer Almada, de promover corrupção, na manhã desta segunda-feira, quando interpelava o Governo sobre a utilização dos recursos do Estado. A ministra defende-se, dizendo que o MpD apenas fez “teatro”, pois não conseguiu “provar absolutamente nada” no Parlamento.
Através do deputado Abraão Vicente, o MpD centrou a interpelação ao Governo acusando a ministra Janira Hopffer Almada não só de utilizar milhares de contos do Estado para fazer a sua campanha à presidência do PAICV, como também de promover corrupção nas estruturas e nas empresas do Estado. Para o líder do grupo parlamentar do MpD, Fernando Elísio Freire, a maior prova disso foi a afirmação da ministra do Desenvolvimento Rural e vice-presidente do PAICV, Eva Ortet, de que o ministério sob a sua tutela e a Fundação Donana, da mãe da ministra Janira Hopffer Almada, mantêm uma “parceira estratégica”.
“Qual é o montante dessa parceira estratégica; que bens do Estado são enviados à fundação; que tipo de acordo o Governo tem com a referida fundação e porqu|e esta e não outra?”, questionou Fernando Elísio Freire, no final da interpelação.
Colocada no centro da interpelação, a ministra da Juventude desafiou a bancada do MpD a apresentar ao Ministério Público provas que aquele partido da oposição diz ter contra a sua actuação como governante. “O MpD não conseguiu provar nada, até porque não existe nada para ser provado. Eu sempre disse que os fundos do Ministério por mim tutelado são geridos de uma forma transparente. Nós estabelecemos regulamentos que estão publicados nos Boletins Oficias para garantir a igualdade de oportunidade a todas as organizações, associações ou pessoas”, afirmou Janira Hopffer Almada, à saída do debate ao início da tarde desta segunda-feira.
Quanto à Donana, a governante e presidente do PAICV garante que o Ministério que tutela “nunca transferiu um escudo” para tal fundação. “Eu acho que é uma acusação grave, inclusive a deputada – Janine Lélis (MpD) – que fez essa acusação já foi desafiada por mim a levantar  a sua imunidade parlamentar para provar isso em tribunal”, assevera Janira Almada.
Já a ministra Eva Ortet assegura que a parceria entre o Ministério do Desenvolvimento e a Fundação Donana consubstancia-se na “disponibilização de espaço para uso armazenar alimentos a serem distribuídos e na assistência técnica”.  “Não há nenhuma transferência de dinheiro”, sublinha Eva Ortet, para depois sustentar que essa parceria existe porque tanto o seu Ministério como a referida fundação trabalham na área de segurança alimentar e nutricional.
Do grupo parlamentar do PAICV, ouviu-se da boca do deputado Armindo Maurício que essa interpelação do MpD não passou de “uma tentativa de assassinato político” da ministra da Juventude e presidente do partido no poder, Janira Hopffer Almada. No fim, todos os intervenientes da bancada do PAICV refutaram as acusações contra a ministra e lamentaram que tudo não passou de uma táctica para fragilização da candidata à primeira-ministra do país.
A sessão parlamentar deste mês de Março prossegue, tendo como ponto forte a discussão dos novos Estatutos do Titulares de Cargos Políticos.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top