PUB

José Maria Neves

Presidenciais: José Maria Neves quer medidas para evitar corrupção eleitoral

O candidato às eleições presidenciais de 17 de Outubro, José Maria Neves, defendeu, este domingo, 3, que sejam adoptadas medidas para evitar a corrupção eleitoral e fortalecer a democracia em Cabo Verde. Em campanha eleitoral por vários bairros da capital, incluindo Eugénio Lima, Neves chamou a atenção, mais uma vez, para a compra de votos e esbanjamento de recursos nas lides eleitorais , apelando ao voto consciente naquilo que são os interesses reais do país. Esta segunda-feira, 5, JMN, desloca-se a São Miguel e Tarrafal.

Acompanha de uma grande moldura humana, militantes, amigos, e muitos jovens, JMN continua a focar as atenções na capital do país, que detém o maior número de eleitores.

No quarto dia de campanha, o candidato visitou os bairros de Eugénio Lima e Achada Santo António, Praia, onde chamou a atenção para a necessidade de se “fazer mais para afastar qualquer tipo de fantasmas de compra de votos” ,e, como defendeu “criar mais condições” para que as eleições sejam sobre debate de ideias e projectos dos candidatos, assim como deve ser e demanda a Democracia.

Campanha luxuosa

José Maria Neves, que pela primeira vez se candidata ao cargo de PR, também denunciou uma campanha que considera luxuosa por parte de “alguma” candidatura, sobretudo numa época em que o país vive uma séria crise económica, provocada pela covid-19, algo que não é coerente, questionando a proveniência desse dinheiro. 

“É preciso as pessoas se perguntarem de onde vem todo esse dinheiro”, incentivou, apontando a necessidade de mais e melhores mecanismos de controle de ilegalidades, como a “utilização despudorada de bens públicos para a campanha eleitoral”, como ele e outros candidatos já denunciaram estar acontecer com a candidatura de Carlos Veiga.

“Portanto não é só estar proibido na lei é preciso também que sejam cumpridos, porque temos reparado que o prevaricador tem saído a ganhar”, destacou.

Os primeiros dias de campanha eleitoral têm mostrado, segundo a candidatura, que o povo das ilhas está com José Maria Neves, como aliás pede o seu lema de campanha “Djunta mon, kabesa e korason”.

5º dia dedicado ao interior de Santiago

Nesta segunda-feira, o candidato visita o concelho de Calheta de São Miguel, pelas 16h, seguido de um comício em Tarrafal, pelas 19h, levando as suas ideias e mensagens, em como é o PR “que melhor serve o país”, dada também a sua “experiência”.

Recorde-se que estas são as sétimas eleições presidenciais de Cabo Verde, desde 1991, ano em que pela primeira vez a escolha do PR passou a ser feita pelo voto directo, universal e pluralista.

A eleição para o Presidente da República que sucederá a Jorge Carlos Fonseca, no cargo, acontece no próximo dia 17 de Outubro e concorrem sete candidatos: Fernando Rocha Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Alberto Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top