PUB

Política

Governo e Inforpress assinam este ano primeiro contrato de concessão

A Agência Cabo-verdiana de Notícias – Inforpress e o Governo de Cabo Verde devem assinar, este ano, o primeiro contrato de concessão de prestação de serviço público noticioso, segundo avançou, esta quarta-feira, o secretário de Estado-Adjunto do primeiro-ministro, Lourenço Lopes.

“Através deste contrato, a administração poderá avançar também, ainda este ano, com novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS)”, informou o governante, durante a entrega de duas viaturas novas à Inforpress e apresentação do novo site da empresa.

Com o novo site, disse o secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, a Inforpress está a dar um “sinal claro de modernização e inovação” e mostra que está a ler os sinais dos novos tempos, “que são cada vez mais exigentes no sector do audiovisual e da imprensa escrita e online”.

“O site é um instrumento que permite aproximar a agência dos cidadãos”, sublinhou Lourenço Lopes, acrescentando que o Governo tem a missão de fazer da comunicação social em Cabo Verde “factor de desenvolvimento e de geração do emprego”.

Considerando que “não se pode falar do jornalismo de qualidade sem condições de trabalho e sem jornalistas bem formados”, disse que “um dos grandes inimigos da liberdade de imprensa é a precariedade”, e que, em relação à Inforpress, o Governo deposita uma “grande confiança”, no sentido de ter uma agência de notícias que seja “sinónimo de qualidade, de rigor e da promoção do pluralismo”.

“Tudo faremos para que a Inforpress, num prazo relativamente curto, se transforme numa agência de notícia de referência a nível da Comunidade de Países de Língua Portuguesa e, também, a nível do continente africano”, sublinhou.

Portal renovado

Por sua vez, o administrador único da Inforpress, José Vaz Furtado, admitiu que o novo portal é “praticamente renovado” e com “melhores substâncias” em vários aspectos, nomeadamente problemas existentes anteriormente e que agora “foram resolvidos”.

Segundo ele, trata-se de um portal “muito mais leve e dinâmico” e preparado para o novo plano de negócios da empresa, que consiste na venda de parte de conteúdos especializados.

Especialização

A próxima prioridade do gestor da Inforpress, conforme indicou, vai ser formação, ou seja, a especialização dos jornalistas em várias áreas, desde a política, passando pela economia, finanças, ambiente e cultura, para que os profissionais possam ter condições de fazer um “excelente trabalho e contribuir para a consolidação da democracia em Cabo Verde”.

José Vaz Furtado avançou ainda que, nos próximos tempos, a Inforpress pretende instalar correspondentes internacionais nos Estados Unidos da América e na Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), com vista a dar vazão às comunidades cabo-verdianas na diáspora, com “parceria fundamental” do Ministério das Comunidades.

C/ Inforpress

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PUB

PUB

To Top